Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Aposto que você não precisa de uma lista para saber quais são os principais alimentos da Ceia de Natal. Mas alguma vez você já parou para pensar na origem ou nas características nutricionais deles?

 

É comum que as receitas sejam passadas de geração a geração, com temperos e formas específicas de deixar o sabor ainda mais especial. 

 

Porém nem todos questionam a importância que esses pratos têm para a cultura e também para o corpo humano!

 

Qual é a origem da Ceia de Natal?

 

Segundo a literatura relacionada à religião cristã, a Ceia de Natal começou com um costume europeu de abrir as portas na noite de Natal para receber peregrinos e suas famílias.

 

Assim poderiam comemorar juntos a data tão importante para esta religião. Ao se espalhar pelo mundo, essa tradição foi apropriada e adaptada por diferentes culturas. 

 

A América do Norte acrescentou o tradicional peru, e muitos outros países reproduziram essa tradição.

 

Principais alimentos da Ceia de Natal

 

Agora que você descobriu como a Ceia de Natal se originou, entenda onde começou a tradição de alguns destes alimentos e de que forma eles beneficiam o organismo.

 

Peru assado

 

Como dito anteriormente, essa tradição veio da América do Norte e se espalhou por outros continentes. Isso porque nesta região os povos indígenas tinham o costume de utilizar o peru como prêmio após a conquista de novos territórios.

 

Esta ave possui baixos níveis de gordura e alto valor de proteína, além de diversas vitaminas. Quem consome o peru pode ter benefícios como redução nos níveis de colesterol, aumento na imunidade e também pode ajudar a ganhar massa muscular.

 

Frutas

 

O consumo de frutas na Ceia de Natal teve início na Roma Antiga, época em que era comemorado o Solstício de Inverno próximo a data do Natal. Era comum banhar as frutas em ouro para enfeitar a casa. 

 

Assim como outros alimentos, as frutas são adaptadas na ceia de acordo com a disponibilidade em cada local. Como no Brasil que é comum frutas tropicais da estação, como pêssego e abacaxi.

 

Todas as frutas possuem benefícios para o corpo humano, são ricas em fibras, vitaminas, água e outros componentes importantes para o corpo humano.

 

Panetone

 

Há indícios que o panetone, na época chamado de “pão de Toni”, foi originado na Itália, por volta do ano 1400, foi inventado por um jovem padeiro e virou um sucesso.

 

Conforme se espalhou pelos continentes, ganhou diferentes recheios, como chocolate, frutas cristalizadas e doce de leite. O panetone deve ser consumido com moderação, já que possui altos níveis de farinha branca e açúcar, além de ser um alimento calórico.

 

Farofa

 

O costume da farofa natalina também veio da Europa, onde misturam nozes, amêndoas e frutas secas e fritam a farofa na manteiga. Também é possível incluir outras sementes, como no Brasil utiliza-se a castanha do caju e castanha-do-pará.

 

A farofa em si é saudável, assim como a maioria das sementes que possuem benefícios específicos. Apenas o óleo ou a margarina que tornam a farofa mais gordurosa, portanto é importante consumi-la com moderação.

 

Que tal testar uma receita de carne de jaca para o Natal? Clique aqui e veja 5 receitas para fazer com esse alimento.

 

Gostou das curiosidades? Comente aqui embaixo qual comida da Ceia de Natal você gosta mais! 

 

Além disso, conheça os pratos de 2Marias no nosso site! Escolha sua refeição favorita e experimente as combinações especiais de alimentos orgânicos e saudáveis.