Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Brasil é um dos campeões no uso e consumo dessas substâncias químicas na agricultura

 

Não faz muito tempo, em meados da década de 60, a agricultura ganhou aliados para sua modernização. Além do maquinário, a chegada dos agrotóxicos prometia aumentar a produtividade.


A utilização massiva de agrotóxicos ficou conhecida como Revolução Verde. Mas, a verdade é que, quanto mais produtos químicos usados, menos “verde” ficariam os alimentos para o nosso consumo.


Atualmente, a estimativa é de que o Brasil consuma cerca de 20% dos agrotóxicos comercializados mundialmente. Segundo dados da Universidade de Brasília, são mais de 400 tipos de pesticidas utilizados no território brasileiro. 
Esses números se refletem não só nas lavouras e fazendas, mas, sobretudo, na nossa saúde.

 


Mas, afinal, você sabe o que são os agrotóxicos?


Basicamente, são todos os produtos químicos que modificam a flora e a fauna, a fim de evitar que doenças, insetos ou qualquer planta daninha venham a prejudicar as plantações.


Na teoria, eles teriam tudo para ser a salvação de todos os problemas, mas o consumo frequente de agrotóxicos, principalmente a longo prazo, pode ser fator de risco para uma série de doenças.


Você deve estar se perguntando como evitar consumir essas substâncias, usadas lá trás, ainda durante a plantação. Realmente essa nem sempre é uma tarefa simples, mas alguns hábitos podem diminuir o seu consumo de agrotóxicos, e até mesmo te colocar de vez longe desse problema, com uma alimentação prática e saborosa. 

 

- Escolha alimentos da estação


Você sempre ficou feliz ao ver aquele alimento “fora da época” disponível para venda, mas a dura verdade é que o recomendado seria você se manter longe dele.


Os produtos da estação tendem a ser produzidos de uma forma um pouco mais natural, sem a necessidade de tantos agrotóxicos. Isso porque, fora do seu período de safra, os alimentos necessitam de mais estímulo para o crescimento e de químicas para mantê-los conservados.


Para facilitar a vida do consumidor final, o Ceagesp criou uma tabela super útil com esse calendário anual das frutas, verduras e legumes da estação.

 

- Lave bem antes de consumir


Depois de escolher os alimentos pela safra, chegou a hora de lavar tudo antes de colocar na geladeira. A água corrente é útil nesse processo, assim como outros produtos, como vinagre, bicarbonato de sódio e até mesmo água sanitária.


De acordo com os especialistas, muitos agrotóxicos acabam penetrando no alimento. No entanto, lavar bem os alimentos garante que as substâncias químicas que estiverem somente na superfície sejam eliminadas. 

 

- Opte por descascar


Como já dissemos, boa parte dos agrotóxicos penetra no alimento, no entanto, outros tantos costumam ficar somente nas superfícies, principalmente os de casca mais dura. Por isso, os alimentos com maior facilidade para descascar, podem e devem ser descascados. 


É verdade que você acabará perdendo algumas vitaminas contidas nessa parte do alimento, mas, em contrapartida, acabará tendo uma alimentação mais segura. 

 

- Retire as gorduras


Quando falamos em carnes, a concentração de agrotóxicos costuma ocorrer nos tecidos gordurosos dos animais. Dessa forma, a medida mais prática para reduzir a ingestão dessas substâncias é retirar toda a gordura e pele durante o processo de preparo de bovinos, porcos e frangos.

 

- Evite os alimentos mais contaminados


Alguns alimentos possuem índices mais elevados de agrotóxicos, como é o caso do morango, pepino, alface, cenoura, abacaxi, beterraba, couve, mamão e tomate. 


Nesse caso, a orientação é evitar ou reduzir a ingestão desses produtos. Ou, por outro lado, comprá-los em suas versões orgânicas.

 

- Conheça os alimentos orgânicos


Os alimentos orgânicos são cultivados naturalmente, produzidos sem o uso de agrotóxicos sintéticos, transgênicos ou mesmo fertilizantes químicos, e de forma sustentável, focado no melhor uso da água, do ar e de outros recursos naturais.


Eles são totalmente livres de substâncias químicas, e podem ser identificados por seus selos e certificações, que garantem o processo desde sua produção até a chegada às prateleiras. 


Ao contrário do que se imagina, carnes, leite e diversos outros produtos que não são de origem vegetal também são encontrados na versão orgânica. Além, é claro, de frutas, verduras e legumes.


A adesão à alimentação orgânica permite que você esteja totalmente livre dos agrotóxicos, e ainda demonstra preocupação e respeito ao planeta, à água, à fauna, e aos agricultores que estão na lida. 

 

2Marias


Na 2Marias, você encontra um cardápio variado e completo, com refeições preparadas exclusivamente com ingredientes orgânicos. Todos os nossos pratos passam por um processo de ultracongelamento, proporcionando saúde e praticidade ao seu dia a dia.