Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Muito além da ausência de agrotóxicos, os alimentos orgânicos possuem outras diferenças importantíssimas dos convencionais. 

 
“Alimentos orgânicos”. Quando estamos no supermercado ou em qualquer outro estabelecimento que vende comida, é comum observarmos nas etiquetas essa indicação. Essa informação se refere ao processo de produção do alimento, embora muita gente não saiba o que isso quer dizer.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre essa característica, chegou a hora de entender tudo o que diferencia os alimentos orgânicos dos alimentos chamados convencionais.

Os alimentos orgânicos são certificados por não receberem, durante o seu processo de produção, nenhuma substância química que altere sua composição. Isso significa, de forma mais simples, que esses alimentos são livres de agrotóxicos sintéticos, transgênicos ou mesmo fertilizantes químicos.

Certo, agora você deve estar se perguntando o que isso muda, na prática, no seu dia a dia e quais outras diferenças são decorrentes desse processo de produção mais sustentável.
 
 

- Agrotóxicos


Essa é a diferença número 1. O uso de agrotóxicos na agricultura coloca em risco a saúde dos consumidores, já que esses pesticidas possuem componentes que visam atacar organismos vivos em geral. Ou seja, esses danos não se restringem somente às pragas, deixando nosso corpo também na mira.

Por outro lado, como dissemos, os alimentos orgânicos são produzidos de forma natural, sem o uso dessas substâncias, o que os torna muito mais seguros para os indivíduos.


- Antibióticos


Outro ponto que diferencia os alimentos orgânicos dos convencionais é a presença de antibióticos. Isso mesmo!

Em alimentos convencionais como carnes, ovos e leite, não temos a presença dos temidos agrotóxicos, mas podemos estar consumindo uma grande quantidade de antibióticos, que fizeram, em algum momento, parte do tratamento veterinário desses animais.

Dessa forma, existe uma probabilidade mais alta de desenvolvermos resistência a esses medicamentos, o que significa que, no caso de termos uma infecção bacteriana, os remédios indicados pelo médico podem não surtir efeito.

Nesse quesito, os alimentos orgânicos não nos comprometem, visto que o processo de produção orgânica prevê que os animais sejam tratados com fitoterapia e homeopatia.


 

- Fitoquímicos e fósforo

 
Estudos recentes apontam que os alimentos orgânicos costumam apresentar níveis maiores de fitoquímicos.

Os fitoquímicos são compostos bioativos que têm propriedades que agem impedindo que os radicais livres “oxidem”, lesionando ou matando nossas células. Tais propriedades são conhecidas popularmente como antioxidantes, auxiliares na manutenção da saúde da pele e na prevenção de diversas doenças, inclusive o câncer.

De acordo com os estudiosos, essa presença de fitoquímicos em grande quantidade nos alimentos orgânicos se dá, sobretudo, porque os vegetais sem agrotóxicos precisam se defender de seus “inimigos” com seus mecanismos naturais, o que estimula a fabricação desses compostos.

Além disso, algumas pesquisas também demonstraram que o fósforo, mineral que participa na formação e manutenção dos ossos junto com o cálcio, também possui doses maiores nos alimentos orgânicos.


- Nutrientes


Nesse quesito, de acordo com pesquisadores americanos, da Universidade de Stanford, as diferenças não são tão significativas. A exceção fica por conta do fósforo, mas a quantidade das demais vitaminas e elementos foi equilibrada em ambos os tipos de alimentos.


- Aparência


O que os olhos veem, o corpo sente. Os alimentos convencionais costumam ser maiores e mais bonitos do que os alimentos orgânicos. Porém essa beleza é resultado de uma grande quantidade de agrotóxicos, que preservam a cor, a textura e o crescimento desses produtos.

Já os alimentos orgânicos tendem a ser menores, com uma aparência mais “abatida”. Mas, quem se importa com a aparência quando se fala em saúde, não é mesmo?
 
Agora que você já conhece as principais diferenças entre os alimentos orgânicos e convencionais, ficará muito mais fácil fazer suas compras, colocando na balança os prós e contras de cada tipo.
 

2Marias


Na 2Marias, trabalhamos exclusivamente com ingredientes orgânicos, produzindo receitas que, além de saborosas, são nutritivas e não prejudicam a sua saúde. Conheça nosso cardápio.