Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Saiba o que fazer e quais alimentos consumir para melhorar a retenção de líquidos.

 

Os médicos chamam de edema, algumas pessoas se referem como inchaço e outras como retenção de líquidos. Independentemente do nome atribuído, o fato é que esse sintoma costuma gerar desconforto, principalmente nas épocas mais quentes do ano.


A retenção de líquidos é bastante comum nas mulheres, podendo ocasionar aumento no volume abdominal, celulite e inchaço nas pernas, pés e tornozelos.


Esse inchaço acontece quando os fluidos dos vasos sanguíneos e linfáticos extravasam para a camada subcutânea, tornando aparente essa retenção de líquidos, devido a um desequilíbrio no que diz respeito à eliminação de água do corpo.


No calor, esse sintoma tende a piorar, já que a nossa circulação fica mais lenta e a absorção de água também.

 

 


Como saber se tenho retenção de líquidos?


Se você sente as pernas cansadas e pesadas, provavelmente está sofrendo com retenção de líquidos.


Esse acúmulo de líquidos costuma ser facilmente percebido assim que retiramos meias, calças e até mesmo anéis, com base nas marcas que são deixadas no corpo. 


Outra forma de conferir como está sua retenção de líquidos é fazendo pressão com o polegar durante 30 segundos nas pernas ou na região do tornozelo. A marca do seu dedo será determinante para saber o quanto você está inchada.

 


O que pode ocasionar a retenção de líquidos?


Sedentarismo, calor em excesso, menstruação, gravidez e alterações hormonais podem causar acúmulo de líquido no corpo. 


Além disso, a quantidade de sais e proteínas também pode ter influência para aumentar esse inchaço.

 


Mas, afinal, como evitar esse problema?


A prática de atividade física costuma ser uma aliada na hora de evitar edemas, seja no inverno ou no verão. Os exercícios mandam embora o sedentarismo e também ajudam no equilíbrio do peso e de hormônios.


Manter o corpo em movimento, aliás, é uma recomendação médica para prevenção de diversas doenças.


Outra medida que pode ajudar a diminuir a retenção de líquidos é a realização de sessões de drenagem linfática. A técnica, como o próprio nome indica, drena o excesso de líquido do corpo, reduzindo o inchaço.


Por fim, é claro, mudanças na alimentação podem minimizar (e muito!) esse problema.

 


Saiba quais alimentos ajudam ou pioram a retenção de líquidos


A lista de vilões é composta principalmente por alimentos enlatados, embutidos e industrializados, além de refrigerantes, shoyu e dos queijos amarelos. Isso porque todos eles costumam ter altos índices de sódio, substância que piora a retenção.


Bebidas alcoólicas também são consideradas adversárias, já que interfere no processo de absorção de água feito pelos rins, aumentando o inchaço. 


Já os “mocinhos” da alimentação, para atingir bons resultados sobre os edemas são:


- Água e chás diuréticos, como os de cavalinha, hibisco, canela com gengibre e chá verde;


- Ervas aromáticas, não por sua atuação, mas por substituírem o sal na hora de temperar os alimentos, minimizando o consumo de sódio diário;


- Melancia, abacaxi, pepino e tomate, considerados alimentos diuréticos, que facilitam a eliminação de líquidos;


- Iogurtes e alimentos probióticos, por ajudarem na absorção de nutrientes e diminuição do inchaço;


- Alimentos ricos em potássio, como a banana e o abacate, por auxiliarem na diminuição do sal do organismo.


- Refeições orgânicas, como as que são preparadas na 2Marias, que por serem livres de agrotóxicos e de produtos químicos e industrializados, reduzem o impacto da alimentação no desequilíbrio hormonal e possuem menos sódio, considerados fatores de risco para retenção de líquidos.


Quer saber mais sobre as opções de pratos da 2Marias? Acesse nosso cardápio completo.

 

Quer saber se tem uma loja 2Marias perto de você? Clique aqui<<